Somos mais que isso!

Faz algum tempo que aprendi a falar sobre minhas crises. É claro, não é uma questão de sair gritando ao mundo seus problemas, muito pelo contrário. Acho que problema a gente senta, resolve, quietinho, e quase ninguém precisa saber, no máximo, os envolvidos, isso é, se tiverem envolvidos, porquê as vezes, a gente cria né?…

Porquê você o perdoou?

Em uma sexta feira despretensiosa um amigo, acho que já posso chama-lo assim, me fez uma pergunta que ficou martelando em minha cabeça e que gerou vários outros questionamentos, porém, que talvez, não tenha uma resposta absoluta ou simples. Bem, a pergunta foi simples, direta e objetiva, porém carinhosa, cheia de cuidados e me perguntou…