Arco-Íris

Todo ano, eu faço metas de ano novo, listinha mesmo sabe? Daquelas antigas e escritas a mão. Prometo mudar um tantão de coisas em mim, fazer revoluções na vida, ser saudável, menos chata e ler mais livros, entre outras tantas promessas que nunca se cumprem. Mas esse ano não. Neste ano, não existiram listinhas. Nem promessas. E muito menos simpatias na virada.

Este ano eu agradeci. Agradeci por ter chego ao fim. Agradeci por ter sobrevivido a ele. Eu sei, chegamos ao fim dos dias, cheios de ralados nos joelhos, um cansaço enorme nos carregando, e lagrimas que precisavam ser seguradas constantemente.

Dizem que quem não deu uma leve surtadinha, não passou pelo ano de 2019. Bem queria eu que este ano fosse apenas de leve surtadas, mas foi de arrombos mesmo. Não sei dizer quantas vezes precisei de resgate, abraços, ajuda! E não é fraqueza admitir, ninguém é forte o tempo inteiro.

O ano que se passou, destruiu pelo menos uma boa parte das pessoas que conheço. Nos tirou amigos, dos quais jamais esperávamos ver partir tão cedo. Trouxe sustos. Além de tantas e tantas mudanças que nos obrigaram a ser mais forte. Até quando achávamos que era impossível continuar de pé.

Os acontecimentos ao nosso redor, nos deixaram por vezes em choque. Foram tantas e tantas e tantas tragédias, que me fizeram deixar de assistir noticiário, sim, eu sei que apertar um botão e desligar a Tv, tentando ignorar o que acontece ao nosso redor, é errado e cruel. Mas sinceramente, ter que lidar com tanta maldade, toda loucura, e tanta consequência de tudo que nós estamos causando a esse mundão de Deus, é cruel também.

Mas meu amigo, não se engane, apesar de parecer tão negativa até aqui, eu não venho com a intenção de falar sobre as loucuras deste ano que acaba de nos deixar! Eu venho falar sobre o ciclo que se fecha! Eu venho falar de coragem. Eu venho falar de força e de resiliência!

Enceramos mais uma década! E eu, acredito com todas as forças, que este novo ciclo vem ser arco íris pós tempestade! Que vamos colher tudo o que plantamos, então, espero que você tenha cuidado bem de suas sementes!

Eu não posso ser hipócrita e fechar os olhos pras maldades do mundo e pros problemas que vem batendo a nossa porta todo santo dia. Muito pelo contrário, quero abrir cada vez mais meus olhos a ponto de conseguir enxergar com mais amor e mais empatia o outro. Porque estamos aqui só de passagem. Eu não sei qual o plano pós este mundo, mas de uma coisa eu tenho certeza, precisamos ser espíritos de luz aqui e agora. É preciso aprender a estender a mão, nesse plano, sem olhar a quem.

Eu sei que o mundo se tornou um lugar mesquinho. Onde as pessoas são apenas seus cargos, seus carros, suas casas, e suas belas roupas. Onde dar bom dia pro tio que vende picolé tem menos importância que para o diretor da empresa. Onde faxineiras, tias que fazem café, recepcionistas, mal são vistas. Meu amigo, mal sabe você, que você é só um corpo. Um pedaço de carne qualquer. Daqui, nada levamos, portanto, nada é nosso, é tudo passageiro, é tudo temporário. Carro? Casa? Emprego? Apesar da sociedade dizer totalmente ao contrário, nada disso, faz de você, quem você é!

E sabe aquela listinha que comentei lá em cima? Sobre as metas de começo de ano, pois bem, pra este novo ciclo, pedi a Deus para ser Grato! Apenas isso! E desejo a você, que chegou até aqui, que enfrentou um milhão de batalhas invisíveis, desejo a você meu amigo, que se olhe com mais carinho e seja como eu, Grato!

Seja grato por acordar, muitos, não abriram os olhos nesta manhã. Seja grato por ter um teto. Acredite, se você tem isso, você é muito mais rico do que pode imaginar. Seja grato por ter pessoas que te amem ao seu redor, muita gente morreria por isso. Seja grato por ter um emprego, parece algo tão banal de se falar, mas talvez você não saiba do índice absurdo de desemprego no nosso país. Seja grato até pelas coisas que deram errado, muitas delas não fizeram sentido, mas foram livramentos.

Além de carregar no peito gratidão, se você for acrescentar, algo a mais na sua listinha, peça a Deus para lhe dar fé e coragem. Coragem para levantar da cama e enfrentar os leões do seu dia! E Fé para quando tudo parecer desabar e você achar que nada voltará mais a ser como antes, acredite, as mudanças, muitas vezes, são bênçãos disfarçadas!

Eu sei, que o ano que se passou, te deixou mais forte, mais corajoso e pronto pra enfrentar as tempestades que estão por vir, e a gente sabe que o mais importante, não é vencer os trovões, e sim aprender a dançar na chuva!

Feliz nova década!

Um comentário em “Arco-Íris

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s